Ver é ser visto. Olhar é ser olhado. A reflexividade especular da visão prolonga no mundo a reversibilidade sensível do corpo – que ao ver-se e tocar-se é visto e tocado -, como se  o olhar que abre a nossa pele ao olhar dos outros a transportasse assim para as coisas e as recobrisse com uma pele – espelho que nos refletisse.”  ( josé Gil )

Acabo de mandar isto para um amigo  e penso no que estamos vivendo agora no processo.  Temos falado e discutido  sobre visão, pele e superficie.

Anúncios